quarta-feira, outubro 28

Cristais de afeto

A vida passa tão corrida que a gente nem percebe como anda tratando os nossos amores, amigos e familiares.

Eu acredito que as pessoas queridas são como peças raras, frágeis e caras, que a gente não deve apertar demais, nem deixar frouxas nas mãos.

Afetos são como cristais...

É preciso tomar cuidado pra não trincar, nem partir.

Então imagina só o coração como uma caixa que a gente vai guardando pessoas importantes, aquelas que fazem diferença na vida...

Como você carregaria essa caixa no seu dia-a-dia?

É... Tem que prestar atenção, mesmo...

O segredo é carregar com delicadeza e, ao mesmo tempo, com firmeza, pra que elas não se espalhem, não se quebrem, nem se percam pelo caminho.

A minha caixa eu seguro, aqui, perto do peito.

Piso firme, olhando pra frente, cuidando pra não tropeçar...

Carregar pessoas queridas é responsabilidade grande.

Não é de qualquer jeito.

E se no trajeto a gente precisar pousar a caixa, é importante escolher um lugar seguro, mas de fácil acesso, pra nunca perder de vista.

Assim o cristal não se quebra, nem fica esquecido.

Cristais podem durar para sempre...

Afetos também...

A gente precisa é aprender a carregar...

Texto de Lena Gino

Um comentário:

Priscila disse...

Val, coisa mais lindo este tesxto!
bjs,Pri